Macae Turismo

Macae Turismo

domingo, 30 de abril de 2017

Como programar sua viagem à Disney e Orlando

FONTE: http://www.viagensdicas.com/disney/guia-viagem-disney-orlando/

Sobre Alyson Darugna

Alyson Regis Darugna é formado em Comunicação Social, casado, pai da bela Martina, cidadão brasileiro e italiano. Vive em Blumenau, Santa Catarina. Ama viajar e possui um interesse ainda maior pelo norte da Itália, pela Flórida em geral e pela Disney em particular. Fluente em Inglês e Italiano, possui também interesse pela língua Alemã. Tem como grandes hobbies a leitura, ficar por dentro de novas tecnologias, e, acima de tudo, viajar.



Como programar sua viagem à Disney e Orlando

 Programar uma viagem à Disney pode ser uma atividade muito divertida, mas que também possui sua dose de desafios.

 

São muitas as etapas e também as opções no que diz respeito às diversas etapas do planejamento. Detalhes como: quantos dias ficar em Orlando, em que área se hospedar, a que parques ir, quantos dias colocar no seu ticket, que tipo de hospedagem escolher, e muito mais.
Tentaremos abordar temas como:
  1. Quais locais visitar
  2. Quando visitar
  3. Quanto tempo ficar
  4. Opções de Tickets
  5. Onde se hospedar
  6. Como se locomover
  7. Pacote Disney
  8. Onde comer
  9. Quais atrações não perder
  10. O que mais fazer
  11. O que levar
Vamos tentar tratar de cada um destes temas, para poder facilitar o seu planejamento e também a sua viagem ao máximo.
A rodovia i4 em Orlando, Flórida
A rodovia i4 em Orlando, Flórida

Quando visitar a Disney e Orlando?

Esta questão pode ser simples, se você tiver limitações de agenda como férias fixas no trabalho, férias escolares dos filhos, entre outros fatores.
Quem tem filhos em fase escolar não terá outra alternativa senão visitar nas férias de final do ano ou nas férias do meio do ano.
Um grupo homogêneo e com gostos ao menos parecidos aumenta a chance de você se divertir na Disney. Mesmo assim, dá pra ver que neste grupo cada um possui um nível de resistência diferente com relação ao frio, mas todos compartilham uma grande atração pela Disney.
Um grupo homogêneo e com gostos ao menos parecidos aumenta a chance de você se divertir na Disney. Mesmo assim, dá pra ver que neste grupo cada um possui um nível de resistência diferente com relação ao frio, mas todos compartilham uma grande atração pela Disney.
Mesmo assim, vale a pena ponderar um pouco. Se você e sua família não gostam de calor excessivo, o meio do ano pode ser descartado imediatamente. Se não ligam pra calor e nem movimento intenso, o meio do ano pode ser uma opção.
Veja como são algumas épocas do ano em Orlando e na Disney:
Se você não gosta muito do calor e prefere temperaturas amenas e frias, o final do ano é uma opção melhor. Mas lembre-se que em Dezembro, o único período com menos movimento são as duas primeiras semanas. Já em Janeiro, o movimento mais intenso de Natal e Ano Novo começam a diminuir lá pelo dia 07. Mas se você puder ir na última semana de Janeiro e início de Fevereiro o movimento tende a ser ainda mais tranquilo.
Se você não está limitado os períodos acima, a primavera e o outono são sem dúvida os melhores períodos para visitar a Disney e Orlando. Primeiro porque as temperaturas não estão em seus extremos, e em segundo lugar você poderá ter a oportunidade de visitar os festivais: Epcot International Flower & Garden Festival, e o Epcot International Food & Wine Festival.
A barraca do Canadá no Epcot International Food and Wine Festival
A barraca do Canadá no Epcot International Food and Wine Festival

Somente Orlando ou esticar até Miami?

Esta é uma questão importante, pois dela acabam surgindo novas questões.
Se você estiver realmente focado em Disney e outros parques de Orlando, como o grupo que acompanhei recentemente, você só precisa definir o número de parques, número de dias para compras, e outros passeios, somar os dias e pronto, este será o número total entre chegada e saída dos Estados Unidos.
Se você pretende fazer a típica dobradinha de Flórida (Orlando + Miami), além do número total do somatório acima, você precisa tentar decidir o que vai querer ver em Miami e arredores. Como conurbação, Miami é muito maior e, por consequência, possui muito mais pontos para visitação. Na prática, todo o trecho entre Miami, mais ao Sul, e West Palm Beach, mais ao Norte, pode ser considerado um bloco urbano só. Pois não há espaços visíveis entre as cidades.
Ao viajar pelo Sul da Flórida, na área mencionada acima, você troca de cidade muito rapidamente sem nem ao menos perceber.
Em 2011, quando fiz um curso de inglês na Flórida e, por isso, fiquei 3 meses consecutivos por lá, eu estava “morando” em Deerfield Beach, e minha aula era em Davie. Para ir de casa até na Universidade onde eram minhas aulas, eu passava literalmente por 4 cidades para chegar até o meu destino, mas isto me tomava pouco menos de 30 minutos. Não sei onde você mora, mas aqui na minha cidade 30 minutos mal me levam de um bairro a outro passando pelo centro.
Alguns passeios que você não pode perder quando hospedado em Miami e arredores (além de visitar Downtown Miami e Miami Beach):
  • Os centrinhos de Boca Raton e Weston.
  • Caminhar no Boardwalk de Hollywood.
  • Passear de barco pelos canais da Intracoastal Waterways.
  • Passear na praia em Deerfield Beach.
  • Passear pela Las Olas, em Fort Lauderdale.
  • Visitar Coral Gables.
  • Passear pelo South Pointe Park.
  • Fazer um Day-Trip até Key West.
  • Fazer um passeio tranquilo de carro pela rodovia A1A, que costeia os canais e também o mar.
  • E muito mais…
Com tantas opções em Miami e arredores vai ser difícil deixar apenas poucos dias para esta parte da viagem.

Em que área de Orlando devo me hospedar?

Voltando então ao foco deste artigo, vamos falar de Orlando!
Orlando deve ser uma das cidades com maior número de leitos e tipos diferentes de hospedagem no mundo. Por esta razão um bom planejamento pode fazer toda a diferença na hora de decidir onde você deveria se hospedar.
De maneira geral podemos dividir as inúmera opções de hospedagem em: Mais perto da Universal, e mais perto da Disney.
Se me perguntar qual das duas opções eu prefiro, lhe direi que é perto da Disney, é claro! E a razão desta decisão é simples: A Disney possui um número maior de parques temáticos, parques aquáticos, restaurantes, hotéis temáticos que merecem ser visitados, e inúmeras outras atividades (golf, mini-golf, passeios de barco, de Monorail, parasailing, pesca, shows, etc).

Onde devo me hospedar perto da Disney?

Aqui há também um grande desdobramento de opções e estilos de hospedagem.
De saída já encontramos a clássica dualidade: Dentro do complexo Walt Disney World vs Fora do complexo (AKA mundo real).
1- Hospedagem no complexo Disney
Para simplificar podemos dizer que se dinheiro não for um fator limitante, optar por uma hospedagem dentro do Walt Disney World Resort pode ser uma fantástica opção. Ainda mais se você “pular” os hotéis com preços de entrada, e passar a considerar os hotéis chamados por eles de Moderados e os de Luxo.
Estes dois tipos de hotéis do complexo Disney em Orlando possuem alto nível de tematização e de serviço. Cada um destes hotéis (resorts na verdade) possui ao menos um restaurante com serviço de mesa, e um com serviço de balcão, ambos com o tema ligado ao tema geral do resort em questão.
Exemplo: Um dos hotéis de categoria Deluxe no complexo Walt Disney World é o Animal Kingdom Logde. Este hotel possui um restaurante Counter Service / Quick Service (serviço rápido ou de balção, o que chamaríamos de Fast Food), e 3 restaurantes Table Service (serviço de atendimento à mesa), são eles: Boma (um buffet), Jiko (Signature Dining – restaurante refinado), e Sanaa (à la carte).
Meu Lamb Shank, no Restaurante Sanaa, no hotel Animal Kingdom Lodge em Março de 2015
Meu Lamb Shank, no Restaurante Sanaa, no hotel Animal Kingdom Lodge em Março de 2015
Outra boa vantagem dos hotéis do complexo Disney é o traslado gratuito do hotel para os parques e outras áreas do complexo. O nível de qualidade vai variar de acordo com o nível do hotel escolhido.
Os tipos de transporte são: ônibus (normalmente presente em quase todos os hotéis), barcos (somente em hotéis de categoria mais alta, e somente para o parque que compartilha o mesmo lago que o hotel), e Monorail, presente somente nos hotéis do chamado Magic Kingdom Resort Area, mas que pode te transportar tanto para o próprio Magic Kingdom como também para o Epcot.
Vale lembrar que hóspedes dos hotéis Disney que resolverem dirigir contam ainda com estacionamento gratuito em todos os parques da Disney (o que vale hoje US$17,00 por dia).
Outro tipo de transporte grátis que você terá ao se hospedar na Disney é aquele que leva do Aeroporto Internacional de Orlando (MCO) até o seu hotel, e também a via inversa na hora de ir embora. Vale a pena para quem não vai alugar carro ou que vai deixar para alugar o carro alguns dias depois.
2- Hotéis perto da Disney mas fora do complexo
Lembra que eu comentei logo acima sobre “pular” os hotéis econômicos da Disney e, se o dinheiro não for um fator limitante, escolher diretamente os moderados e Deluxe?
É claro que na grande maioria das vezes o dinheiro é sim um fator limitante e que deve ser ponderado com cautela.
Peguemos então os hotéis econômicos da Disney como exemplo. Seus preços giram em torno de 100 dólares, às vezes até consideravelmente mais do que isto.
Estes são preços absurdos? Não quando você analisa a hotelaria mundial, principalmente se falando de áreas como Nova Iorque ou mesmo as capitais européias.
Mas em Orlando, a verdade é que com 100 e poucos dólares você pode ficar em um hotel de padrão mais elevado e com mais “amenidades” do que os hotéis da Disney. Ou, se você escolher assim, gastar bem menos por um hotel de características similares aos econômicos da Disney, só que fora do complexo.
Conseguir um hotel bem adequado, com uma proximidade razoável dos parques, na casa dos US$65,00 não é muito difícil se você procurar bem.
3- A terceira opção: Ficar em uma casa de aluguel temporário
Quem acompanha o Viagens Dicas já sabe qual a minha opção preferida de hospedagem em Orlando: utilizar uma das inúmeras opções de casas de aluguel temporário.
Há uma variedade enorme de opções: Condomínios fechados (Gated Communities), condomínios não-fechados, casas (Single Family Homes), sobrados (Town Homes/Town Houses), apartamentos (Condos), etc.
Dentro do possível eu prefiro casas ou sobrados, principalmente as unidades de esquina. A vantagem de sobrados que ficam no início ou final de um bloco de sobrados é que estas unidades possuem uma parede adicional externa, o que torna a sua unidade mais repleta de luz natural. As casas obviamente possuem as 4 paredes externas, sendo por esta entre outras razões a melhor opção de todas.
A cozinha da casa alugada
A cozinha da casa alugada
As casas também possuem uma chance maior de possuírem piscinas, e estas são certamente maiores dos que as encontradas em sobrados.
Uma desvantagem dos apartamentos seria o fato de que você não estaciona o carro diretamente em frente à sua porta de acesso, desvantagem esta que os apartamentos têm em comum com os hotéis.
Para uma lista completa e abrangente das vantagens e desvantagens de se hospedar em uma casa de aluguel temporário em Orlando veja o seguinte texto: As vantagens de hospedar-se em uma casa de aluguel temporário em Orlando, Flórida

Quer um roteiro personalizado para as suas necessidades? Clique aqui.

Quais parques visitar?

Esta é uma questão importante. E ela depende grandemente do número de dias que você optou por permanecer na área de Orlando. Vamos a alguns exemplos:

Quais parques visitar em 5 dias em Orlando?

Estou falando aqui em 5 dias inteiros em Orlando, o que seriam 6 noites.
A Bela e a Fera no desfile Festival of the Fantasy Parade, no parque Disney's Magic Kingdom
A Bela e a Fera no desfile Festival of the Fantasy Parade, no parque Disney’s Magic Kingdom
Por sorte a maioria das pessoas não fica tão pouco tempo em Orlando.

Quais parques visitar com 8 dias em Orlando?

  • Dia 01 – Disney’s Hollywood Studios
  • Dia 02Disney’s Animal Kingdom
  • Dia 03 – Compras + Disney Springs, preferencialmente com Cirque du Soleil
  • Dia 04Epcot
  • Dia 05 – Disney’s Magic Kingdom
  • Dia 06 – Os 2 parques da Universal no mesmo dia (Universal Studios e Islands of Adventure
  • Dia 07 – Kennedy Space Center – NASA, no Cabo Canaveral
  • Dia 08 – SeaWorld e mais compras no final do dia (se necessário)
Krusty Burger, na nova área temática dos Simpsons, no parque Universal Studios Florida
Krusty Burger, na nova área temática dos Simpsons, no parque Universal Studios Florida

Quais parques visitar com 11 dias em Orlando?

Quer um roteiro personalizado para as suas necessidades? Clique aqui.

Duff Brewery, na área dos Simpson, no Universal Studios Florida
Duff Brewery, na área dos Simpson, no Universal Studios Florida

Sobre os tickets Disney e quantos dias comprar

Você já reparou que cada dia adicional a partir do quarto dia nos tickets Disney representam um aumento de custo de aproximadamente 11 dólares?
Isto mesmo, somente 11 dólares por dia adicional a partir do quarto dia. Isto é um preço fantástico para entrar em um dos excelentes parques da Disney.

Vale a pena visitar os parques da Disney mais de uma vez na mesma viagem?

Na minha opinião: Com certeza absoluta!
Acabei de voltar de uma viagem agora em Janeiro de 2015 na qual nós repetimos 3, dos quatro parques temáticos da Disney. Só não repetimos o Disney’s Hollywood Studios, o que significa que fomos 2 vezes ao Magic Kingdom, 2 vezes ao Epcot, e também duas vezes ao Animal Kingdom. Todo o grupo adorou ter podido ir uma segunda vez a estes parques, repetir as atrações preferias, e ir a outras atrações onde não foi possível ir na primeira visita.
Uma viagem com duas visitas por parque permite um ritmo mais tranquilo e agradável para todos os envolvidos, sem aquela correria comum. Outra vantagem de visitar o mesmo parque mais de uma vez na mesma viagem é o de que você não vai precisar necessariamente ficar nele do horário de abertura até o horário de fechamento.
Eu particularmente adoro chegar no parque no seu horário de abertura e sair depois do fechamento. Depois mesmo, em parques como o Magic Kingdom, acho legal ficar matando tempo na Main Street USA, em lanchonetes abertas, ou até mesmo nas lojas, para esperar que o “trânsito” de pessoas saindo acabe e a balsa e o Monorail estejam menos cheios.
Mas reconheço também que esta estratégia possa ser um pouco demais para a maioria das pessoas. 12 ou 13 horas dentro de um parque costuma assustar a maioria das pessoas. E é por isso que dividir a visita a um parque deste parte em dois dias pode ser melhor para a maioria das pessoas.

Quais tickets devo comprar?

Esta decisão terá relação direta com o número de dias que você ficará e o seu orçamento.
Como eu comentei logo acima, uma forma de economizar bastante é visitar somente os parques da Disney, com dias suficientes para repetir os parques. Então uma estada de aproximadamente 8 dias em Orlando pode ver muita economia se você comprar somente tickets para a Disney com 8 dias de parque em cada ticket.
Para se ter uma ideia, a preços de hoje, colocar 8 dias no seu ticket da Disney (Magic Your Way Ticket) custa US$40,00 a mais antes das taxas. É uma pechincha por tantos mais dias para aproveitar o principal destino de parques temáticos do mundo.
O ticket passou a ser de plástico duro, como um cartão de crédito, e com um chip RFID. Antes da mudança ele era de papel firme.
O ticket passou a ser de plástico duro, como um cartão de crédito, e com um chip RFID. Antes da mudança ele era de papel firme.

Water Park Fun & More Ticket

Outra opção relativamente econômica é adicionar a opção Water Park Fun & More, esta opção te dará direito ao mesmo número de dias de parques temáticos para você utilizar em outras atrações da Disney. Ou seja, se você comprar 6 dias para os parques temáticos, terá MAIS 6 dias para estas outras atrações.

Quais são estas outras atrações que podem ser adicionadas ao meu ticket Disney?

As duas atrações mais visitadas do Water Park Fun & More Ticket são os dois parques aquáticos da Disney, seguem os nomes deles e das outras atrações incluídas nesta opção:
  • Disney’s Blizzard Beach Water Park,
  • Disney’s Typhoon Lagoon Water Park,
  • DisneyQuest Indoor Interactive Theme Park,
  • ESPN Wide World of Sports Complex,
  • Disney’s Oak Trail Golf Course,
  • Disney’s Fantasia Gardens Miniature Golf Course (Antes das 16h / 4PM)
  • Disney’s Winter Summerland Miniature Golf Course (Antes das 16h / 4PM)
A entrada do parque Disney's Blizzard Beach
A entrada do parque Disney’s Blizzard Beach
Por somente sessenta dólares antes das taxas esta pode ser uma ótima opção para fazer uma imersão no mundo Disney.

Como se locomover em Orlando

Existem várias possibilidades para locomoção em Orlando, mas eu só considero uma delas como sendo altamente viável: Carro Alugado.
Claro, se você for ficar 100% imerso no mundo Disney, hospedando-se em hotel dentro do complexo e frequentando somente estes parques, talvez com a adição da opção Water Park Fun & More que eu citei acima, você pode ficar lá sem carro alugado.
Mas como a maioria das pessoas que visitam Orlando vão querer também ir às compras e aos parques concorrentes, o carro acaba sendo inevitável, até porque viver de corridas de táxi não é muito eficaz e muito menos barato.
Existem também as opções Uber e Lyft, mais baratas e com mais personalidade do que os táxis, mas eu dificilmente vou utilizar uma destas opções, pois acredito realmente que o carro alugado seja a melhor opção por lá.
Dirigindo uma Minivan em Orlando, Flórida
Dirigindo uma Minivan em Orlando, Flórida

Onde comer em Orlando

Existem destinos onde você precisa escolher bem onde comer já antes de ir para evitar comer mal. Em Orlando você pode escolher bem onde comer já antes de ir para evitar esquecer de um restaurante que você não queira perder, de tantas opções fantásticas que existem por lá.
Eu fiz no início de 2015 uma viagem onde passei 11 noites em Orlando e posso te dizer sinceramente que faltou tempo para ir em todos os restaurantes que eu gostaria de ter ido.
Muitas pessoas comentam de fazer programações que incluem um parque em determinado dia e depois sair para jantar, é uma opção válida e eu mesmo já fiz isso em algumas ocasiões, mas existem tantas ótimas opções de restaurantes dentro dos parques Disney que é bom você ao menos considerar comer por lá.
Quando se fala em comer dentro de parques temáticos, a maioria das pessoas pensa que as opções possivelmente se limitem à hambúrgueres, pizzas, e hotdogs, mas isto é longe de ser verdade.
É claro que quase todos os restaurantes de serviço rápido (Counter Service / Quick Service) vão apresentar estas opções. A grande questão é que estas não são suas únicas opções quando nos parques. E, até mesmo estas “lanchonetes” muitas vezes possuem opções bem mais interessantes do que o trio citado acima.
Alguns restaurantes dentro dos parques que já testamos e aprovamos:
Magic Kingdom:
  • Be Our Guest Restaurant (inspirado em cozinha francesa)
  • The Crystal Palace (Buffet com a presença dos personagens)
  • Liberty Tree Tavern (estilo sulino americano)
  • Columbia Harbour House (Fast Food com ótimas opções de frango e peixe, incluíndo opções Gluten-Free e Dairy-Free)
Epcot:
  • Akershus Royal Banquet Hall – Pavilhão da Noruega (combinação de Menu com Buffet de frios e a presença das princesas)
  • Biergarten Restaurant – Pavilhão da Alemanha (Buffet de comida alemã com bandinha se apresentando ao vivo)
  • Via Napoli – Pavilhão da Itália (Pizzaria italiana que serve também massas)
  • Yorkshire County Fish Shop – Pavilhão do Reino Unido (Counter Service especializado em Fish & Chips deliciosos)
  • Sunshine Seasons – Pavilhão do Soarin’ (Counter Service prático se você estiver neste pavilhão, ele conta com algumas estações com diferentes tipos de comida, incluíndo opções asiáticas)
Animal Kingdom:
  • Tusker House (Buffet africano/americano com a presença dos personagens)
  • Yak & Yeti Local Foods Cafe (Counter Service onde você compra comida chinesa em caixinhas, aquelas no estilo To-Go)
  • Restaurantosaurus (Counter Service com opção de frango e batata frita sem os alergênicos leite e glúten)
  • Pizzafari (Counter Service de pizzas individuais, saladas, e sanduíches, você come em uma área coberta e com ar condicionado)
Hollywood Studios:
  • Mama Melrose Ristorante Italiano
  • Hollywood & Vine (Buffet)
  • Sci-Fi Dine-In Theater Restaurant (réplica de um cinema onde se come nos carros)
  • Toy Story Pizza Planet (Similar ao Pizzafari acima, me serviram uma pizza sem laticínios que estava deliciosa. O queijo vegetal estava inclusive derretido)
Disney Springs:
  • House of Blues (Comida e ambiente sulino americano)
  • Splitsville (Boliche que serve uma variedade imensa de comida: Peixes e camarões, Pizzas, Sushi, Hambúrguer, Saladas)
  • Wolfgang Puck Express (Versão mais econômica e Counter Service do outro Wofgang Puck também em Disney Springs)
  • Earl of Sandwich (Counter Service com sanduíches quentes deliciosos, sopas)

Onde comer fora do complexo Disney

São tantas as opções que seria impossível comer em todos os restaurantes que eu gosto, mesmo ficando um mês em Orlando. Por isso vou listar somente os mais interessantes na minha opinião (alguns certamente já são velhos conhecidos de vocês):
  • Romano’s Macaroni Grill (concorrente do também bom Olive Garden)
  • Chipotle Mexican Grill (Counter Service de comida mexicana bom e barato)
  • Red Lobster (Um dos favoritos dos brasileiros, serve frutos do mar)
  • Bonefish Grill (Concorrente do Red Lobster com um ambiente um pouco mais refinado)
  • 4 Rivers Smokehouse (Para os fãs de carne da boa, estilo texano, este Counter Service fica mais ao Norte, não tão perto de onde a maioria dos turistas se hospeda, mas vale muito a pena)
  • Cracker Barrel (Restaurante e loja no estilo casa de fazenda)
  • LongHorn Steakhouse (Casa de carnes)
  • Ruby Tuesday (Restaurante americano)
4 Rivers Smokehouse, em Winter Park, Flórida
4 Rivers Smokehouse, em Winter Park, Flórida
Nas opções acima há desde os restaurantes com serviço completo (Table Service), até os restaurantes onde você busca sua comida no balção (Counter Service), mas se eles está nesta lista, é porque vale a pena ser visitado e experimentado.

O que fazer em Orlando além dos parques

A principal razão de alguém visitar Orlando é sem dúvida a Disney e outros parques temáticos. Uma segunda razão seriam as compras nos shoppings de descontos.
Mas há muito o que fazer em Orlando fora do exito parques e compras.
Passear em Downtown Orlando e nos centrinhos das cidades menores: Winter Park e Celebration, por exemplo, pode ser uma excelente pedida.
Parque do Lago Eola
Em Downtown Orlando você pode visitar o Lake Eola Park (Parque do Lago Eola). Lá é um excelente local para estar ao mesmo tempo em meio à natureza e também à principal área urbana de Orlando, onde ficam os seus prédios de escritórios. É uma área muito bonita, e no Lago Eola você pode inclusive andar de pedalinho.
Lake Eola Park, em Downtown Orlando
Lake Eola Park, em Downtown Orlando
Winter Park
Um pouco mais ao Norte, não muito longe de Downtown Orlando e do Lake Eola Park você encontra o centrinho da bela cidade de Winter Park. Lá você pode estacionar o carro e passear a pé, pois é uma cidade Pedestrian Friendly (amigável ao pedestre).
O centrinho de Winter Park é repleto de lojas e ótimos restaurantes. Eu nunca comprei nada por lá, pois as lojas tentem a ser mais caras, mas é um ótimo local para passear a pé, e aproveitar um de seus ótimos restaurantes.
O restaurante Prato nos agradou bastante, com algumas de suas mesas sobre a calçada, ao estilo europeu. O trem que passa bem em frente, no meio da praça, só aumenta ainda mais o ar europeu do local.
Celebration
Winter Park pode ser considerado longe da área que a maioria dos turistas escolhe para se hospedar, mas Celebration fica bem no coração do agito, e incrivelmente ainda consegue parecer um oásis de tranquilidade.
Como esta simpática cidade fica ao Sul da 192, mas você precisa optar por ir até lá, não sendo Celebration caminho para outros dentinos, na correria que é uma visita a Orlando, ela costuma passar despercebida. Característica esta que a torna tão encantadora.
Há inclusive um belo lago com cadeiras de balanço públicas para você sentar e desfrutar da vista relaxante. Há também aquela característica de área amigável a pedestres e restaurantes interessantes.
Day-Trip – Visitar o Ponce de Leon Inlet Lighthouse & Museum
Se você quiser separar um dia para uma Day Trip (viagem de um dia) e ir até Daytona, você pode esticar e visitar o Ponce de Leon Inlet Lighthouse & Museum.
Mesmo que você chegue lá para ver o lindo por do sol e não entre no museu (como foi o meu caso), o passeio valerá muito a pena, o farol é lindo e os canais que ficam ao lado do farol possuem uma paisagem magnífica.
Ponce de Leon Inlet Lighthouse & Museum, Florida
Ponce de Leon Inlet Lighthouse & Museum, Florida

O que levar para Orlando

Veja também: O que NÃO levar para Miami e Orlando
Eu já falei pra você o que não levar para Orlando, vamos agora a alguns itens que deverão fazer parte de sua bagagem:

Tênis usados e confortáveis

Se você vai visitar os parques prepare-se para caminhar bastante. Bem mais do que naquelas caminhadas de final de semana.
Um tênis já amaciado e adequado para caminhadas é essencial se você não quiser ter calos, o que dificultaria em muito os próximos dias de sua viagem.

Celular desbloqueado

Uma das coisas que ninguém gosta é voltar de viagem e levar um susto com o custo do roaming internacional. E, por mais que você contrate aqueles planos de roaming, você vai acabar se assustando com a conta.
A solução para isto é simples, você só precisa comprar um SIM Card (chip) de uma operadora local que inclua os serviços básicos que você utilizará. Internet e chamadas locais são a parte mais básica, mas muitas vezes pode valer a pena contratar também o plano de ligações internacionais para telefones fixos e SMS para celulares do Brasil.
Com este último opcional você poderá ligar para sua família e escritório durante a sua viagem e também mandar SMS para aqueles que ainda não utilizam WhatsApp ou outros apps de mensagem instantânea (eles ainda existem).

Carregador de celular para o carro

Veja, você vai caminhar bastante em Orlando, mas também estará bastante no carro. Muitos trajetos podem levar meia hora ou mais de duração, e isto é tempo mais do que suficiente para dar uma carguinha no seu celular, desde que você possua um carregador para carro.
É claro que você não levar um, você pode comprar isto em Orlando. De qualquer forma, não deixe de ter um à mão, pois você pode precisar.

Câmera boa, cartões SD adicionais

Sim, chegamos a um patamar onde as fotos tiradas em um celular podem até ser ser consideradas boas (para um celular).
Mas ainda não há como comparar estas, à fotos tiradas com uma DSLR, ou até mesmo uma boa câmera de bolso.
Lembre-se que Se você precisar de zoom (aquele de verdade, gerado por uma lente e não pelo software), as câmeras de verdade ainda saem na frente.

Protetor solar

O sol na Flórida é realmente forte, você vai precisar se proteger na maior parte do ano. É claro que este é outro item que você poderá comprar em qualquer CVS ou Walgreens em Orlando.
De qualquer forma, não esqueça de levar ou comprar logo que chegar e, aconteça o que acontecer, não deixe pra comprar seu protetor solar dentro dos parques, preciso dizer que ele estará inflacionado por lá?

Seus medicamentos e/ou receitas

Isto é muito importante, não deixe de levar os seus remédios quando em viagem para Orlando ou qualquer outro destino. E não se limite a levar o número de comprimidos relativo ao número de dias que você ficará por lá.
Tudo pode acontecer, você pode deixar o comprimido do dia cair no ralo da pia, você pode ter sua passagem de retorno adiada em 3 dias, etc.
Traga sempre 50% a mais do remédio que você pode precisar, você pode não encontrar este remédio disponível nos Estados Unidos, ou a burocracia para comprá-lo pode ser grande demais.

Linha do tempo da preparação de uma viagem para a Disney e Orlando

7 à 12 meses antes da viagem
  • Economizar para a viagem
  • Definir tipo de hospedagem
  • Criar conta do My Disney Experience
  • Adicionar lembretes de coisas importantes a fazer, reservas de restaurantes, etc, na sua agenda (Google Calendar ou similares)
4 à 6 meses antes da viagem
  • Reservas de restaurantes do tipo Table-Service (mesmo antes de ter o tickets dos parques em mãos)
  • Compra de tickets dos parques e ligar ao seu My Disney Experience
  • Reservas de entretenimento (Bibbidi Bobbidi Boutique Golf no complexo Disney, passeios de barco privados, SPA, etc)
  • Reservar hospedagem
2 meses antes antes da viagem

Quer ir mais a fundo no quesito hospedagem em Orlando?

Eu lancei recentemente o eBook Guia de Hospedagem em Orlando para ajudar você a tomar as melhores decições neste momento tão crucial que é o de fechar sua hospedagem em suas viagens para a Disney e arredores. Não perca.

Quer um roteiro personalizado para as suas necessidades? Clique aqui.

Que tal um cupom de US$20,00 para alugar uma casa em Orlando?

Pelo link: Cupom de 20 dólares de desconto, você recebe 20 dólares de desconto por ter chegado ao site do AirBnB por indicação minha, e o melhor, eu também ganho os mesmos 20 dólares como um cupom para utilizar em uma próxima viagem. É isto que eu chamo de relação ganha-ganha!

Considerações Finais

Nós falamos acima sobre detalhes de programação de viagem à Disney e Orlando como: quando ir, o que visitar, que tickets comprar, onde comer, como se locomover, quais atrações não perder, entre outros.
Programar uma viagem é algo prazeroso mas que dá bastante trabalho. Evite dores de cabeça e começa a organizar a sua viagem com a maior antecedência possível.
Isto não só garantira menos estresse quando o dia da viagem estiver se aproximando, mas também lhe propiciará uma melhor experiência quando você estiver em Orlando.

Discussão

Tentamos abordar um tema bastante complexo e abrangente e provavelmente deixamos escapar algo, e por isto queremos sua ajuda!
  • O que mais você incluiria neste guia?
  • Você discorda das sugestões apresentadas aqui?
  • Você possui outras sugestões?

Entao. Esta planejando sua proxima viagem. Consulte ja a Macae Turismo. 
ENTAO. VOCE ESTA PRANEJANDO A SUA PROXIMA VIAGEM? CONSULTE JA A MACAE TURISMO
 (22)2791-3462/99790-8504wats app
#fujadasexcursoespiratas
#viajecomguiascadastur
Acesse nosso site: www.macaeturismo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário